Qual o tempo certo?

Oi! Eu de novo. Dias corridos (trabalho, lazer, estudos, coisas normais da vida), mas sempre dá tempo de escrever alguma coisa aqui.

Esse mês a revista Vida Simples tem como matéria de capa “O Poder da Alegria”. Quem tiver oportunidade de ler, recomendo fortemente. Texto leve, com ideias sobre a ideia que temos que de o contrario de alegria é tristeza, quando na verdade é a falta de vitalidade (palavras de Mario Sergio Cortela), que faz com que seja difícil “remediar” sensações e sentimentos.

Mas isso não vem ao caso… foi outra matéria que me chamou atenção nessa edição. O título é “o tempo certo das coisas”.

Você já parou para pensar no tempo que perdeu pra fazer algo desnecessário? E no tempo que poderia ter perdido para algo realmente necessário? Claro que sim… somos movidos disso, não é mesmo? Em colocar como “desculpas”, a culpa no tempo. O que mais escuto hoje em dia é: “nossa, o dia deveria ter mais de 24 horas”, ou “putz, não consegui fazer nada no dia de hoje”; Será? E, se você parasse pra analisar o que você realmente fez? Um lado bom de trabalhar em uma empresa de consultoria que vende horas de serviço é esse. Você é “obrigado” a detalhar suas horas, e com isso consegue ver aonde você gastou seu tempo. De posse dessa informação, sua ansiedade (ok, não é o sentimento principal aqui, mas sempre falo nela) diminui um pouco, com a sensação de dever cumprido ou de ter feito algo útil no trabalho e no desenvolver da vida.

gerenciamento-do-tempo

Esse ano, definitivamente é o melhor ano da minha vida. Mudanças de emprego, novos amigos, conquistas (pequenas, mas significativas), família indo bem, enfim, sem preocupações que me circulavam tempos atrás. Se eu reclamo do tempo? Sim, claro. Reclamo mesmo sabendo que ele não passa rápido demais. É o mesmo tempo de ontem. E bate aquela sensação estranha de quem já tem 32 anos e gostaria de ter aproveitado mais. Isso é normal. E sempre digo que arrependimento não anda comigo. Deixei ele(a) em algum lugar que não conheço. Aproveito hoje as oportunidades, luto ainda com diversos defeitos, aflições, coisas da vida, do coração, mas mantenho o sorriso e vou levando. Afinal de contas, qual o tempo certo? Aliás… o que é certo?

Boa semana aí, povo!! E vamos sorrir mais!!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s